Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

João Távora



Quinta-feira, 31.01.13

De sonho


O Thorens TD 2035 / TD 2015


Nunca nuinguém me ouvirá menosprezar a moderna tecnologia do som. Assim eu tivesse capacidade para usufruir das novidades…  

Autoria e outros dados (tags, etc)

por João Távora às 09:36

Quarta-feira, 30.01.13

Fred Astaire em 1931 ouvia-se assim

 

Fred Astaire em 1931 no principio da sua fulgurante ascensão, grava esta pequena pérola: "Maybe I Love You Too Much" de Irvin Berlin para a His Master Voice - Victor Talking Machine Company, aqui reproduzido num aparelho da mesma marca.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por João Távora às 22:34

Quarta-feira, 30.01.13

Blasfémias

 

É irónico como na nossa cultura hedonista, que venera as aparências e o prazer, não haja parábola mais eficaz sobre as virtudes do mérito e do sacrifício do que a da (boa) forma física: é que esta depende fatalmente da austeridade alimentar e dum sério compromisso (!!!) com um exercício esforçado e... regular!

Autoria e outros dados (tags, etc)

por João Távora às 22:00

Terça-feira, 29.01.13

For me and my gal

Do filme com o mesmo nome realizado em 1942 por Busby Berkeley, a popular canção que junta pela primeira vez as vozes de Jo Hayden (Judy Garland) e Harry Palmer (Gene Kelly).

 

A revisitação dos antigos processos de reprodução sonora, além de nos conceder o privilégio de experienciar sensações e vivências dos nossos antepassados, obriga-nos a focar-nos num aspecto fundamental da música, que aqui encontramos despida de toda a gulosa parafernália de timbres, matizes e texturas sonoras proporcionadas pela tecnologia moderna: uma boa melodia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por João Távora às 17:13

Segunda-feira, 28.01.13

As luzes da ribalta

Limelight, de Chaplin - gravado em 1952. No início dos anos 50 enquanto se iniciava o império do vínil, e as músicas eram gravadas com mais sofisticação e reproduzindo já uma grande riqueza de frequências sonoras, é com alguma modéstia que os velhinhos 78rpm cumpriam o seu papel, nas casas em que persistiam os velhinhos gramofones ou grafonolas. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por João Távora às 18:43

Segunda-feira, 28.01.13

Manifestar solidariedade


A propósito de alguns infortúnios, tenho ouvido nos últimos tempos nas notícias - e hoje de novo a propósito do acidente na Sertã - a expressão “manifestar solidariedade”. Ora, eu não sei o que isso é ou qual a sua utilidade para os familiares das vítimas. Aqui entre nós, agrada-me que me manifestem simpatia, alguns (poucos) ternura, e em casos trágicos agradeço uma manifestação de pesar.
Suspeito que “manifestar solidariedade” signifique assim mais ou menos uma fórmula laica de rezar por intenção de alguém, mas sem Interlocutor. Uma modernice: bate na parede e não serve para nada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por João Távora às 16:46

Domingo, 27.01.13

Caruso 1913

 

Enrico Caruso e outras grandes estrelas olharam com desconfiança para a indústria fonográfica no seu alvor com os frágeis cilindros de Edison de dois minutos. Caruso concedeu gravar pela primeira vez em 1903 nos primórdios do disco de goma laca (vulgar 76/78 rpm) para a His Master's Voice da empresa Gramophone Company de Emile Berliner. Este é um registo do célebre tenor em 1913.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por João Távora às 21:42

Sábado, 26.01.13

Avé Maria

Avé Maria - Schubert por Tino Rossi 1938 a tocar num HMV "modelo 7" de 1920. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por João Távora às 23:05

Quinta-feira, 24.01.13

A. Lumiere & ses fils

 

Chapas para fotografia banhadas de gelatina brumeto de prata, A. Lumiere & ses fils. Caixa selada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por João Távora às 18:06

Quinta-feira, 24.01.13

Água na fervura

 

As recentes boas notícias da governação, constituem um inestimável capital para o governo enfrentar os interesses instalados e a demagogia da esquerda, concretizando finalmente medidas estruturais de ajustamento da despesa à economia real. Caso contrário tudo não passou de publicidade enganosa… e perigosa. Nada pior do um toxicodependente com um cartão de crédito.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por João Távora às 10:30

Quinta-feira, 24.01.13

Crescer em sabedoria e graça

O meu filhote de 5 anos vem-se apercebendo do potencial do dinheiro (moedas sonantes, mesmo; não virtual) e a sua relação com os brinquedos da loja. Ambiciona ter nada menos que todos. Fascinado com os anúncios do OLX, agora quer vender a mobília da casa. A crança faz-se.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por João Távora às 10:29

Quarta-feira, 23.01.13

E o mundo ficou um pouco mais composto...

 

Melhor que o sucesso do retorno de Portugal aos mercados só mesmo o regresso dos Incontinentes Verbais à blogosfera. Uma casa acolhedora e arejada onde tenho amigos do peito. Deve ser por isso que a chuva deu umas tréguas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por João Távora às 11:26

Sexta-feira, 18.01.13

Desinfoxicar para comunicar


“Em cada dia de 2012, o mundo produziu, mais informação escrita do que toda aquela que existia antes de 2003.” Como se não bastassem os crescentes desafios e aflições que nos impõe o ajustamento económico global, vemo-nos inquietados por esta parangona dum artigo do Jornal de Negócios. Nele se faz referência aos efeitos colaterais da nossa Era Digital que democratizou e desintermediou definitivamente a comunicação. A isso chamou Alfons Cornellá, especialista espanhol em tendências da informação, “infoxicação” um neologismo que é a mescla das palavras “informação” e “intoxicação” salientando assim o seu efeito perverso.
Tanto ou mais do que os efeitos psicossomáticos causados às pessoas que têm dificuldade em desligar-se da constante torrente de informação, se é certo que o fenómeno implica o desenvolvimento de novas competências na pesquisa e filtragem dos dados, interessa-nos aqui salientar o desfio que este coloca aos emissores a descobrirem e actualizarem fórmulas de se fazerem escutar pelos seus públicos-alvo.
Isto só é possível com uma valorização do trabalho profissional nas disciplinas da comunicação e do marketing, no constante aprofundamento do estudo, sério e competente dos mercados e das suas tendências, para a concepção das fórmulas adequadas de conferir credibilidade e atractividade à informação veiculada, que soe cristalina a quem a procura ou dela tenha necessidade.
Da monstruosidade dos números mencionados no início deste texto, desse susto ao final do dia racionalizado, creio sinceramente que apesar de tudo o mundo é hoje mais transparente, que somos todos de facto mais livres. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por João Távora às 16:52

Quarta-feira, 16.01.13

A Chefia de Estado em Tempos de Crise

"Mas os que não conseguem renunciar à inteligência não podem perder o sentido da importância, mesmo quando acossados pelo dever imposto pela urgência. E aquilo de que vos falo não é de urgência. Não é de défices nem de dívida pública. É de dignidade, é de sentido patriótico, é de exemplo."

 

 

Na Sexta-feira, dia 12 de Outubro de 2012, Nuno Pombo, Presidente da Real Associação de Lisboa foi o convidado especial do almoço-palestra mensal do Instituto Amaro da Costa que versou sobre o Sistema político e Chefia de Estado em momentos de crise política e social.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por João Távora às 10:59

Terça-feira, 15.01.13

O nosso cantinho e os seus quintais

 

Uma das velhas justificações para o proverbial atraso dos portugueses é que este se deve à sua geografia, somos fatalmente periféricos, assim distanciados do cosmopolitismo civilizacional da Europa.
Velhos hábitos são difíceis de mudar e por isso acusa-se um secretário de Estado com as suas loucas ambições reformistas de ser “estrangeirado”, e desprezam-se os “economistas visitantes” autênticos bárbaros incumbidos de estudos e estratégias para a cura da enfermidade lusa.
Hoje como ontem reclamamos que nos deixem em paz no nosso cantinho. Orgulhosamente arruinados e para que nada mude em proveito dos mesmos: é uma questão cultural a respeitar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por João Távora às 12:10


Pág. 1/2




Sobre o autor

João Lancastre e Távora nasceu em Lisboa, que adora. Exilado no Estoril, alienado com política e com os media, é sportinguista de sofrer, monárquico, católico e conservador. No resto é um vencedor: casado, pai de filhos e enteados, é empresário na área da Comunicação e do Marketing. Participando em diversos projectos de intervenção cívica, é dirigente associativo e colabora em vários blogues e projectos comunicação política e cultural.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Instagram

Instagram

calendário

Janeiro 2013

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031