Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

João Távora

A “choldra”

Será possível que a nossa gente aprenda que é uma porcaria (ou seja, próprio de porcos) atirar as “beatas” para a areia das nossas praias?
Eu sei que não é tão grave como atear fogos na floresta, encher a mulher de pancada ou estampar-se de carro, mas é igualmente selvático infestar as praias com restos de cigarros – para não falar de outro tipo de detritos.
O (a) Tuga fuma, fuma, fuma, e a seguir discretamente enrosca a beata na areia, convencido que ninguém vê. E assim, fica de consciência tranquila - não se passou nada!
As "beatas" são uma VERDADEIRA PRAGA, e os nossos belos e dourados areais tornaram-se em autênticos cinzeiros. Testemunhei isso nas praias por onde passei nestas férias: Do Malhão, à Meia Praia, chegando à “minha” Azarujinha aqui em S. João do Estoril, encontram-se espalhadas aos milhares, todas as marcas, em vários estágios de degradação, sujas de batom… um nojo.
Às vezes sinto que este país realmente é uma “choldra”, uma “piolheira” sem remédio.

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.