Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

João Távora

Tudo boa gente

A Federação Portuguesa de Futebol, a prestigiadíssima entidade organizadora da Taça de Portugal, reservou para si própria um terço dos bilhetes disponíveis para a final no Estádio Nacional no próximo dia 27. Até aqui tudo bem se não fosse o facto de ninguém saber onde param estes bilhetes, com que critério e a quem eles vendem ou oferecem os mesmos. No seu site oficial, apenas somos avisados de que a FPF “Não vai abrir um processo de venda de bilhetes”.
Aceito que a FPF e os seus beneméritos dirigentes possam fazer o que quiserem aos 12.000 bilhetes: oferecer aos patrocinadores, aos ministros ou assessores, vender na candonga ou aos padrinhos, oferecer aos dedicados funcionários, amigos e amantes dos amigos. Mas que o fizessem de forma transparente. Sempre são 12.000 bilhetes, 1/3 da capacidade do recinto ao preço médio de 30€, dos quais ninguém nos dá “cavaco”. É também a imagem da Federação que fica em jogo, ou não?
Eu por mim, ao que tudo indica vou ter que ver o jogo pela televisão, a não ser que um certo amigo meu belenense me desenrasque dois preciosos ingressos.

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.