Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

João Távora

Fui Ao Jardim da Celeste...


Acabo de chegar da Ilha da Madeira onde estive uns dias em trabalho. E uma vez mais, fica-me a impressão de que os Madeirenses amam a sua Ilha. Os Funchalenses recebem-nos como quem vive numa casa de que se orgulha com afecto e sinceridade. Isto parece-me indiscutível. Pensei nisto num solitário passeio nocturno na "Promenade" do Funchal. Um passeio público ajardinado à beira mar, no Lido. Tudo no sítio sem pretensões. Bonito e civilizado, com o mar escuro a fervilhar contra os calhaus.
Agora cheguei a Lisboa. Dá-me ideia que a esta terra ninguém a quer. Lisboa, aos solavancos, é espremida por muitos ingratos forasteiros perdidos e sem raízes. Lisboa podia ser amada e vivida também. Mas para isso precisava de ter mais Lisboetas, com relações e sentido de pertença... que lhe devolvessem algum "amor próprio".

3 comentários

Comentar post