Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

João Távora

Orgulho straight


Tenho andado um pouco fora cheio de trabalhos e chego hoje aqui e encontro esta chinfrineira toda com um link e uma “não referência” ao meu nome e tudo. Que honra Daniel (vénia), vindas daí assim, as suas escarretas quase que são troféus! O seu desprezo sempre me dá bom estatuto – se a Câncio um dia calha fazer-me um link, no mínimo habilito-me a ser escorraçado pelos meus amigos!
Mas voltando à vaca fria (sem ofensa) o que fica é a impressão de que o Daniel (vénia), anda com problemas de identidade (ideológica, espero), e já não sabe como abocanhar tudo o que mexe à sua direita (quase toda a gente na legítima posse dos seus direitos cívicos). Mas deixe estar, força com a cruzada (?!), acenda um charrinho e ponha-se assim na rua, na marmelada, que eu não olho. Mesmo emparelhado com Angelina Jolie deve ser assim (que nojo!) uma “coisa linda de se ver”. É que isto de grandes intimidades afectivas em público fazem-me um pouco de confusão. No cinema até pode ser bonito, e mesmo assim, se estiver acompanhado com os miúdos fico um pouco atrapalhado. Parvoíces de conservadores.
Mas, quando já não houver mais temas fracturantes, talvez eles inventem finalmente a “causa” dos “feios”. Então talvez daqui a uns anos o presidente Zé nos arranje em Lisboa um clube especial para gente assim... Então eu prometo ir lá jogar consigo um dominó. Em paz, sem preconceitos ou marginalizações, que aqui entre nós eu também não sou nenhuma beleza.
De resto, caro Daniel (vénia), deixo-lhe este conselho que talvez o ajude: arranje um psiquiatra, não lhe vai resolver nada, mas ainda “parece” moderno “e assim”, e arranja alguém que o oiça por menos de 60.00€ à hora.
.
PS: Ainda não lhe disse que tenho amigos gays, mas não perca a esperança.

9 comentários

Comentar post