Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

João Távora

Sexta-feira Santa

Hoje, pela noite dentro, comunidades cristãs oram e velam Jesus Cristo, traído e condenado. Fazem-no discretamente enquanto a vida corre, cada vez mais indiferente, ali no repleto casino, no trânsito agitado ou no imponente shopping.
Em muitos templos e paróquias pelo país afora, há um povo cristão que nesta noite de Quinta para Sexta-feira Santa reza fervorosamente e pede perdão a Deus. Pedimos perdão pelas vezes sem conta que displicentemente entregamos Nosso Senhor aos fariseus por umas míseras moedas. Pelas nossas distracções e traições. Pedimos perdão pela pesada cruz que há dois mil anos Lhe teimamos em depositar nas costas torturadas.
Hoje pela noite dentro, na Igreja de Stº António do Estoril, com o sacrário vazio e a figura de Cristo coberta por um manto branco, por entre cânticos e silêncios, reza-se, faz-se penitência por Jesus crucificado e pela humanidade. Que tarda a discernir a sua matriz divina e o seu caminho para Deus, para o bem e para Liberdade.
Hoje, por algumas horas roubadas à minha agitada rotina, de joelhos, rezei e pedi a Deus por todos e por mim - o único sobre qual possuo alguma influência para a mudança. E então, de coração aberto, ter a Graça de participar na festa do próximo Domingo. O dia em que celebraremos a ressurreição de Nosso Senhor triunfante em toda a glória. A Páscoa Cristã.

Imagem: O pacto de Judas de Duccio di Buoninsegna
(N. 1255, Siena, M. 1319, Siena)

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.