Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

João Távora

Para lá do Marão...

Sócrates.jpeg

O projecto do Túnel do Marão, que será amanhã inaugurado, constitui por si uma parábola sobre a forma de desgoverno socialista em que os dinheiros públicos são feijões para jogar à batota com os amigos. Lançada a obra em 2008 pelo Governo Sócrates na forma de uma parceria público privada, nela se previa um investimento inicial de 458 milhões de euros, dos quais 341 milhões destinados à construção. Chegados a 2011 com o País intervencionado pelos credores e sem financiamento, o governo Passos Coelho negoceia e consegue o resgate da obra em 2013 - um facto inédito em Portugal - e em Fevereiro de 2014 o governo lançou três concursos públicos para a conclusão do empreendimento. O resultado foi a viabilização desta ambiciosa obra com poupanças de mais de mil milhões de euros não só na renegociação das PPPs mas também com a execução das obras. É por isto que, se José Sócrates e António Costa tivessem um pingo de vergonha na cara, amanhã ficavam recatadamente em casa a ver a inauguração pela TV. Quanto ao mais, Passos Coelho faz muito bem evitar certas companhias.