Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

João Távora

Do maniqueísmo à tentação dos despotismos

A pretensão de que os católicos ou a sua hierarquia não têm o direito de tomar públicas posições sobre questões éticas ou políticas é uma tentação profundamente tirânica, apenas materializada nas mais sanguinárias ditaduras do século XX. Simplesmente é da natureza das religiões possuírem doutrina e preocupações de  âmbito moral e social. 

De resto confesso que cada vez tenho mais dificuldade em tolerar um maniqueísmo exacerbado que prevalece numa certa sociedade portuguesa, e que uma boa parte da blogosfera espelha tão corriqueiramente. É estranho que em pleno Século XXI, à moda dum certo “Processo Revolucionário em Curso” de tão má memória, se alimentem ódios perfeitamente básicos e fratricidas esgrimidos num afã de vida ou de morte, que mata à partida qualquer discussão construtiva. Parece-me que uma controvérsia não se pode assemelhar a um duelo de onde apenas um lado pode sair com vida; isso torna-a doentia e estéril.