Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

João Távora

Por uma questão de ética

Apesar de tudo, o meu interesse p’la bola ainda subsiste esta época por conta da ameaça da plutocracia no futebol: lagartada, não podemos descansar enquanto o Benfica cheirar o título, contra tudo o que ensinamos ás criancinhas sobre a importância “do ter” e “do ser”! Logo à noite é garantido que sou do Fóculporto desde pequenino, de bandeira azul e branca em punho (por acaso usam-se, na minha casa). De resto, o que eu mais quero é que o Braga de Paciência ganhe este campeonato: a coisa daria assim uma bela parábola...

Finalmente um apelo aos senhores jornalistas desportivos: voltem a tratar o treinador dos lampiões pelo nome com que sempre o trataram até ele ir pró Seixal - Jorge Jesus. É capaz de ser esse o propósito, mas a conotação messiânica que este ano pretendem atribuir ao homem soa a blasfémia. 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.