Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

João Távora

Domingo será de Páscoa, "apesar de tudo"

 

Se os depravados crimes de uns quantos padres e a inabilidade dalguma hierarquia a lidar com o fenómeno envergonha e aflige qualquer católico que se preze, também não deverão estes consentir que os ataques dos fanáticos do costume belisquem a sua determinação na vivência duma Semana Santa de recolhimento conversão em comunhão com toda a Igreja de Pedro.

Sobre a instrumentalização destes factos, toda uma exacerbada barulheira que para aí vai em crescendo, um padre suspeito de cometer um crime é apenas um suspeito de ter cometido um crime que é padre. Como qualquer pessoa, é inocente até prova em contrário. Assim, reclama-se ponderação e sentido de responsabilidade a todos os intervenientes - não venham a morrer do seu próprio veneno. De resto, com dois mil anos de perseguições, equívocos, mártires e heróis, santos e pecadores, os cristãos sabem melhor do que ninguém que a Páscoa representa antes de mais o prodígio da ressurreição.