Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

João Távora

O congresso visto do sofá I

O congresso do PS resultou num soberbo espetáculo de marketing, tenho que admitir. José Sócrates apresentou-se em Espinho com um  discurso pragmático e duma agressividade extrema, formalmente muito bem engendrado, só comparável com o impressionante efeito visual dos cenários. A forma e o conteúdo sintetizados num fabuloso embrulho.

Resta saber qual o verdadeiro alcance dos elaboradíssimos sound bites, no país real. Desconfio que é curto, muito curto: para lá do descrédito generalizado que os políticos e a politica provocam aos portugueses, há que contar que hoje, mais do que nunca  as suas preocupações se centram na sobrevivência à crise. Estes factores quanto a mim delimitam dramaticamente os efeitos de todo este circo retórico.

De resto noutou-se o esforço titânico  de veicular o partido socialista à esquerda, com uma mensagem bélica e maniqueísta: a esquerda redentora e solidária, pressupondo uma direita perversa  e desumana.  Até parece que não temos sido governados maioritariamente por socialistas nos últimos anos!