Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

João Távora

Terra queimada

 

A ausência estrategica, à vez, do primeiro-ministro e ministro das finanças dum debate da importância como o de hoje em S. Bento, a "casa da democracia" ou "da soberania" como lhe chamou Paulo Portas, não significa certamente uma vontade de corresponderem aos reptos de Sampaio e Alegre ao diálogo e dar prioridade ao interesse nacional. Depois do manifesto desrespeito pelos partidos e chefe do Estado, hoje foi a altura de Sócrates e Teixeira dos Santos demonstrarem o seu inequívoco desprezo pelo parlamento. Gente ordinária e indigna, esta. 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.