Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

João Távora

Palavras tolas, orelhas moucas!

As declarações de Lula da Silva à comunicação social ontem num jantar com Mário Soares e José Sócrates sobre a malignidade duma intervenção do FMI e que hoje ribombam nos media, como qualquer wishful thinking, são completamente inúteis. Certo, certo, é que o Estado português terá que se financiar nas próximas semanas em milhares de milhões de euros para cumprir os seus compromissos. Foi nos mandatos deste governo socialista, que ainda sonha com obras faraónicas como o TGV e o novo Aeroporto de Lisboa, que a dívida soberana quase que duplicou. Se mais ninguém lhe emprestar dinheiro, não restará alternativa a Sócrates do que pedir ajuda ao FMI. Cá se fazem cá se pagam!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.