Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

João Távora

O sonho dum mercado em português


Porque exerço funções de comunicação empresarial em projectos dirigidos ao mercado global, sei por experiência própria que no mundo dos negócios, escancarado pelas novas tecnologias, a mais penosa fronteira ainda é o idioma. Sei como é difícil efectuar uma acção de marketing na Noruega, na Suécia ou na Holanda; desde a criação dos prospectos, o site de Internet, à redacção duma newsletter para os clientes. O problema agrava-se principalmente quando se lida com produtos de alguma sofisticação em que o “inglês técnico” se torna pouco eficaz. Também há muito que constatei que o meu trabalho é muito ingrato na língua para a qual estou mais habilitado, o português, por falta de escala e profundidade do nosso mercado. Assim, do ponto de vista profissional, eu seria bem mais feliz e realizado a trabalhar para trezentos ou quatrocentos milhões de pessoas evoluídas, com sentido crítico e poder de compra! Sonhos meus... 

Como sempre a questão humanitária converge na questão económica. Daí a importância da maturação dos mercados de língua de portuguesa, só possível através dum sólido progresso socio-económico nesses países.  O Brasil na ultima década tem dado sólidos passos nesse sentido, e Angola, noutro patamar está a fazer o seu caminho, embalada pelo fim da guerra civil e pelos milhões do petróleo.

Vem esta reflexão a propósito da visita de José Eduardo dos Santos a Portugal: a mim parece-me injustificada a hostilização política (veja-se a atitude dos bloquistas) a um país ou a uma visita de estado claramente amistosa e com uma agenda de vital importância para os negócios entre os dois países. Como tão bem refere aqui o nosso amigo João Carvalho, Angola é hoje uma porta de esperança de muitos portugueses empreendedores e refugio de muitos emigrantes nacionais acossados pela crise e pelo desemprego na Europa. Não deixemos pois algum reminiscente complexo de superioridade toldar a nossa vista. 


 


Imagem TSF

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.