Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

João Távora

Tributo

Fazia hoje setenta e um anos, o meu pai. Deixou saudade e obra também.

Luiz de Lancastre e Távora (1937 – 1993) dedicou-se largos anos à investigação histórica, com especial incidência nos campos da Genealogia, Heráldica e Sigilografia. Possuindo um elevado número de trabalhos publicados, duas das suas obras mereceram ser galardoadas, uma delas com um prémio internacional. Fez parte do corpo docente encarregado de ministrar os cursos de Iniciação à Genealogia e Heráldica iniciativa levada a cabo pelo I.P.P.C. através do Instituto Português de Heráldica e com o patrocínio das Universidades Clássica e Nova de Lisboa. Funcionário da Biblioteca da Assembleia da Republica, foi destacado para a Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, onde, a par de outras funções, dirigiu as actividades do Projecto Arquivos de Família. Sócio efectivo do Instituto Português de Heráldica, da Associação Portuguesa de Genealogia, da Sociedade de Geografia de Lisboa, e da Associação dos Arqueólogos Portugueses. Galardoado com os prémios General França Borges (A.A.P.) e Salazar y Castro (Academia Internacional de Genealogia e Heráldica, com sede em Madrid).

Nota: Esta foi a entrada (seguida da respectiva bibliografia que me escuso aqui detalhar) criada por mim para inserção na Wikipédia. O conteúdo foi considerado sem "interesse enciclopédico" e aconselharam-me a tentar de novo seis meses mais tarde, mas sem referencias à Nobiliarquia sendo Portugal uma república. Parece-me extraordinário como o preconceito político mais básico ainda se impõe tão impunemente na escrita da História. Para que conste, aqui se encontra o registo da correspondência trocada com um editor Relações Públicas da Wikipédia.
Ironicamente existe referência a Luiz de Lancastre e Távora nesta enciclopédia, no âmbito da genealogia, ou seja, sem qualquer suposto “mérito” que o justifique. Daqui a uns meses, conforme permite o regulamento, tentarei de novo editar o texto, na expectativa de que prevaleça então alguma sobriedade e justiça dos Srs. editores.

10 comentários

Comentar post