Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

João Távora

04.Jun.19

Efemérides e a mais nobre causa

João Távora
Reparei há dias que por esta altura faz dez anos que me envolvi nas lides monárquicas, a convite do saudoso João Mattos e Silva. Foi num almoço numa tarde destas nas Amoreiras que o João e o Nuno Pombo me desafiaram a passar das palavras aos actos, para se reerguer a Real Associação de Lisboa que vinha duma crise complicada. Poucos meses depois estávamos a publicar o 1º número do (...)
27.Mai.19

A decência como desafio vital

João Távora
A vitória do Sporting na final da Taça no passado sábado, outros já o terão dito, representa além de tudo o mais, o enterro definitivo da peste brunista que num passado recente se apoderou e ia liquidando de vez o nosso amado Clube. De caminho também representou a afirmação de valores como o Fair play e da boa educação no futebol – até por contraste com a atitude do treinador adversário - um distintivo que sempre esteve no ADN do Sporting. Agora podemos envergar as nossas (...)
27.Mai.19

Pior era impossível

João Távora
A haver uma boa notícia nestas eleições, cuja brutal abstenção fere de morte a representatividade dos eleitos, é que a envergadura da catástrofe exigirá uma profunda reflexão de todos os participantes. Ninguém em boa consciência tem razões para festejar. No que à direita diz respeito, reduzida a escombros (note-se que os votos brancos e nulos foram a 4ª força política com mais de 7%, bem à frente do CDS) não tem tempo de se refazer das feridas até às legislativas de (...)
25.Mai.19

Hoje é dia de festa, dia de agradecer

João Távora
Hoje, quando o Arq. Gonçalo Ribeiro Telles celebra o seu 97.º aniversário há que sublinhar a perenidade das suas ideias como líder monárquico que se foi afirmando desde a Convergência Monárquica de 1961 até ao regime emergente da revolução de Abril através do partido monárquico que ajudou a fundar, uma referência democrática e de vanguarda na abordagem de problemas fundamentais para o futuro de Portugal como cultura, paisagem e território. Esse duplo compromisso com a tradiçã
24.Mai.19

A Europa começa aqui

João Távora
Tem sido confrangedor assistir aos noticiários da campanha eleitoral, já para não falar dos debates televisivos que alcançaram momentos dignos de uma caricatura humorística, tal a euforia e sobreposição de vozes que definitivamente não chegaram ao céu. Nos noticiários, muito por conta da edição feita pelos jornalistas, que pela natureza do seu trabalho acabam por salientar o excesso ou a tolice que vai acentuar o picante à notícia, fica-se com a ideia que os candidatos (...)
23.Mai.19

No prelo

João Távora
A fazer 10 anos no próximo mês de Outubro, está pronto para ir para a gráfica mais um número do Correio Real, e não posso esconder a emoção que vivo sempre que isto acontece - já lá vão 19 edições. Estabelecido o plano editorial há já algum tempo, foram as últimas 4 semanas as mais agitadas, a trabalhar com a Madalena Gagliardini Graça na paginação e grafismo, com o Nuno De Albuquerque (...)
21.Mai.19

Fazer das tripas coração

João Távora
Não tenhamos dúvidas de que a melhor resposta à perturbadora conjuntura que vivemos é a da participação cívica. Assumindo-me como um democrata céptico à maneira do pensador e historiador Alexis de Tocqueville (1805 — 1859), cujo avô foi guilhotinado na torrente sanguinária da revolução francesa a que os seus pais escaparam por pouco graças à queda de Robespierre, estou convicto de que o melhor antídoto contra as demandas populistas e revolucionárias é uma sociedade (...)
16.Mai.19

Tanta lata, para que te quero?

João Távora
Parece que a Nação encontrou finalmente em Joe Berardo um bode expiatório que personifica todo o descaramento e impunidade (a celebrada ética republicana) que o regime vem acalentando e que estamos condenados a pagar com juros por várias gerações. Talvez isso fosse realmente instrutivo se a indignação levasse a uma profunda revisão por quem de direito dos critérios de atribuição de comendas e demais lataria que outros impostores exibem ao peito. Bonito, bonito, era que a (...)
15.Mai.19

O dia em que o rei faz anos

João Távora
Feliz coincidência é o Chefe da Casa Real Portuguesa ter nascido a 15 de Maio, data em que veio a ser instituído o Dia Internacional da Família, uma efeméride que ganha importância num tempo de desagregação e decadência deste testado modelo de organização social que os Duques de Bragança tão bem dignificam. Ao Senhor Dom Duarte de Bragança aqui presto a minha homenagem e profunda (...)
14.Mai.19

Onde é que andamos com a cabeça?

João Távora
Sinceramente estou convencido de que políticamente combater a propaganda homossexual é tempo e energias perdidas, só serve à vitimização dos visados. Sou do tempo em que foi necessário enfrentar o preconceito e promover a tolerância na sociedade portuguesa. No final dos anos 70 com o entusiasmo natural da juventude ajudei a organizar no CNC de Helena Vaz da Silva umas jornadas sobre o tema, com exposições e conferências - orgulho-me disso. Acontece que o tema chegou estafado e (...)