Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

João Távora

10.Out.19

A Casa de Abrantes e Dom Manuel II

João Távora
Uma carta de 1928recentemente chegada às minhas mãos, de Dom Manuel II para o meu bisavô João Ulrich consentindo o casamento de Maria Emília Casal Ribeiro Ulrich com o Marquês de Abrantes (meus avós), insinua num singelo parágrafo uma improvável amizade entre o rei e o meu avô José. Bem sei que tinham praticamente a mesma idade e que o meu avô pagou com o (...)
18.Ago.19

Carta de Dom Manuel II a João Ulrich

João Távora
    Fulwell Park 10. II . 1928         Meu caro João Ulrich Tiro o luto pesado para responder à sua carta que muito agradeço, na qual pede a minha autorização para o casamento da sua filha Maria Emília de Casal Ribeiro Ulrich com o Marquês de Abrantes. Com vivo prazer dou o meu consentimento, pedindo-lhe que transmita a sua filha os nossos sinceros e affectuosos votos de felicidade. Sou muito amigo de há muitos anos do Marquês de Abrantes: estou convencido que a sua filha (...)
16.Abr.18

Os Castros

João Távora
Esta fotografia de antologia, foi tirada na Casa da Avenida, casa dos meus avós maternos, por ocasião das sua bodas de prata. Nela se podem ver, da esquerda para a direita: o Tio José. a Avó Xunchinha e o Avô João (meu padrinho), a minha bisavó Valentina, o Tio Nuno e o Tio Duarte; e na fila de baixo, a Tia Teresa, a Tia Isabel, a minha mãe (Maria João) e o Tio Manel. No quadro em cima, o I (...)
17.Abr.14

A outra casa de Abrantes ou uma história de resistência

João Távora
Com uma pose bem-humorada pouco comum numa fotografia de família do início do século XX (algures em 1908/9) aqui se apresentam, de cima para baixo, a minha tia avó Carlota, o meu avô José Maria de Lancastre e Távora e os meus tios avós, Pedro, Rita e Luísa.   Num recanto paradisíaco de Lisboa entre Campo de Ourique e a Lapa, em frente a um prazenteiro chafariz (...)