Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

João Távora



Sábado, 04.08.18

Aquecimento Global

2018-08-04 00.39.00.jpg

Há dias escrevi uma crónica humorística em que me atrevi a brincar com o tema da Meteorologia e do Aquecimento Global. Em consequência disso recebi diversas mensagens indignadas, acusações de "Trumpismo" (a mim que até sou monárquico) e comentários ofensivos que foram devidamente apagados e os seus autores banidos da minha página do Facebook. Àqueles que possam ter dúvidas, informo que só professo uma religião. Que não tenho dúvidas que ao longo da História o Homem já assistiu a vários Aquecimentos e Arrefecimentos Globais e que, se Deus quiser sobreviveremos a este. Que é do meridiano bom senso que o Ser Humano deverá respeitar a Criação e reduzir urgentemente as emissões de Carbono. De resto, sem querer ser alarmista, duvido que o Homem consiga fazer algo que altere significativamente as tendências do clima. Teremos de fazer como os nossos sábios antepassados e aprender a viver com ele.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por João Távora às 13:14



2 comentários

De Anónimo a 05.08.2018 às 11:12

Bons dias João não dormi grande coisa porque no Ribatejo donde lhe escrevo o termómetro marcou 45 centígrados de dia, e esta casa e os seus habitantes não têm ar condicionado, na verdade nem sequer ventoinhas... para as noites.
Mas continuamos a ter presente que os nossos distantes antepassados homo ( desde o erectus, antecessor, damanisi e neandertal, e as varias levas de sapiens) sobreviveram e evoluiriam aos sucessivos picos de glaciação extrema, aos períodos quentes e aos intervalos ritmicamente temperados que a geologia, a paleoantropologia, e a paleoclimatologia tem estudado e divulgado pacífica, e no geral concordantemente, em publicações que vão do National Geographic até ao Super Interessante..., que são uma espécie de " Correio da Manhã" de temas e questões de divulgação científica.
Questões como os ciclos alongamento da elíptica, as variações da inclinação do eixo, e da inversão do pólo magnético, com todo um cortejo de temas e questões adjacentes fazem parte (ou fizeram, e deveriam continuar) a ser, ao menos afloradas,. nos manuais escolares.
Tentando resumir todos os períodos de aquecimento foram apenas tendencialmente globais (senão não estaríamos aqui para contar as extinções de espécies pré e post Cretáceo)...
Mas pecavam por um " defeito da maior gravidade", não foram ao que conste, -- antropogénicos -- limitaram-se a seguir os ritmos e leis do Universo, fossem lá, eles e elas aquilo que fossem sendo sidas, desde Copérnico ao bosão de Higgs
Os responsáveis pelos dirigentes tinham perfeita noção de que a base tecnológica do carvão e hidrocarbonetos parecia determinar que a poluição adveniente das sucessivas revoluções industriais. Bem como os conceitos de crescimento perpétuo e malbaratador de recursos naturais. em detrimento de uma gestão da ecologia inserida nas prioridades do processo produtivo.. A criação disseminação e manipulação de um consumismo adequado a massas duma cultura que se pretendia unificada simplificada e dócil, não conseguiu tapar com a peneira duma engenharia social do politicamente correto, o sol da concentração de um volume de recursos e poder nunca dantes vistos, nas mãos da mais pequena aristocracia que as sociedades humanas alguma vez conheceram
A exígua minoria dos responsáveis pelos dirigentes sabe há muito que o modelo está esgotado e que a mudança radical de ciclo era inevitável, aliás está aí: em todo o seu confuso esplendor.
E com todos os custos que acarreta para os biliões de humanos de uma sub casta cada vez mais global mas situada em pontos cronológica e tecnologicamente diversos da evolução produtiva distributiva e organizacional.Unidos apenas pela intensidade das aspirações que constituem o caldo de cultura da aldeia global
Culpa, pecado e Inquisição para os dissidentes, onde é que já vimos isto? E também a pulsão de novos descobrimentos e novas colonizações.
Você meu caro João não está a lidar com gente do antigamente, embora o que os faz mover, e o modo como se comportam. não se tenha alterado substancialmente. São militantes intransigentes de uma seita que professa verdades reveladas que alguém partiu em fracções verosimilhantemente simplificadas até ao imediatamente assimilável. por massas cujos interesses foram intencionalmente dirigidos para o emotivo redutor e intolerante
Qualquer Deus os absolveria, porque não sabem o que estão a fazer. E uma parcela dos seus não-livros sagrados, como sempre, estará correta e adequada aos tempos
Com Amizade de 45 graus centígrados
Manuel Mendonça

De João Távora a 06.08.2018 às 16:04

Caro Manuel: Obrigado pela sua visita. E deixe-me que lhe diga que talvez seja uma Graça ainda nos surpreendermos com os mistérios da natureza (ou outros). Lembrei-me disto quando ontem uma pessoa amiga (com idade para ser avó) me ligou eufórica a descrever-me um estranho fenómeno atmosférco para os lados de Vilamoura. Disse-me que se tinha assunstado. Ainda bem, pensi eu - é isso que te salva. Ainda bem que somos como crianças perante a Criação.
Abraço!

Comentar post




Sobre o autor

João Lancastre e Távora nasceu em Lisboa, que adora. Exilado no Estoril, alienado com política e com os media, é sportinguista de sofrer, monárquico, católico e conservador. No resto é um vencedor: casado, pai de filhos e enteados, é empresário na área da Comunicação e do Marketing. Participando em diversos projectos de intervenção cívica, é dirigente associativo e colabora em vários blogues e projectos comunicação política e cultural.


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Instagram

Instagram

calendário

Agosto 2018

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031