Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

João Távora

Meu querido diário (3)

caderno diario.jpg

Na minha modesta opinião, o CDS, não sendo um "partido monárquico" (designação que é uma contradição de termos), em respeito para com a grande maioria dos seus simpatizantes e a sua matriz conservadora, devia abster-se de apoiar qualquer candidato à presidência da república (no caso português uma instituição revolucionária e ilegítima) e declarar a sua simpatia pelo modelo monárquico e parlamentarista. Isso é que era coragem e autêntica diferenciação.