Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

João Távora

O meu Avô José

Avô José.jpg

Esta é uma fotografia do meu avô José Maria da Piedade de Lancastre e Távora, 9º Marquês de Abrantes algures na Flandres. Nasceu a 27 de Junho de 1887 no palácio da Quinta da Piedade, na Póvoa de St.a Iria - antiga Póvoa de D. Martinho, filho de João Maria da Piedade de Lancastre e Távora e Maria Carlota de Sá Pereira e Meneses.

Estudou em Lisboa, no Colégio de Campolide, dos Jesuítas, e depois na Escola Politécnica da Universidade de Lisboa, onde tirou os cursos de Engenharia Civil e Minas, tendo-se licenciando com brilhantes classificações em 1911 segundo rezam as memórias do meu Pai. Foi um homem austero com um raro sentido prático, que contra o velho costume das famílias da antiga nobreza portuguesa tirou um curso superior que o ajudou a viver os terríveis tempos do exílio político, nomeadamente arranjando trabalho numa mina em Espanha, depois da rendição dos Bravos da Galiza rendidos à república que combateu como membro de Estado Maior de Paiva Couceiro.

Foi ainda no exílio que, quando deflagrou a Grande Guerra, se alistou como soldado raso no exército Belga, tendo em campanha atingido o posto de Tenente ao serviço do I Regiment des Guides. Foi condecorado no campo de batalha com a cruz de guerra belga e com o grau de cavaleiro da Ordem da Coroa. Quando Portugal entrou na guerra, graças a uma amnistia do governo da república, pediu e obteve a sua incorporação no exército português, tendo sido condecorado com a Cruz de Guerra portuguesa, com palma.

Avós_José_e_Mimi.jpg

O avô José casou com Maria Emília Casal Ribeiro Ulrich a 26 de Fevereiro com quem partiu para o Luxemburgo onde fixou residência. Ao regressar a Portugal (Lisboa) em 1926 com os bens da família depauperados, à custa do seu trabalho comprou a casa de família na Travessa do Patrocínio que eu bem conheci e onde criou 6 filhos. Na velha tradição da Casa de Abrantes foi um dos responsáveis por grandes obras de arte e um "protector" do grande Almada Negreiros. Engenheiro da Direcção Geral dos Monumentos Nacionais e depois Presidente da Junta Autónoma das Construções para o ensino Técnico e Secundário, foi condecorado com a Comenda da Ordem de Cristo e o Grande Oficialato Ordem do Infante Dom Henrique.

Foi como freguês da recém-criada Paróquia do Santo Condestável engenheiro responsável pela edificação da Igreja do Santo Condestável, como se pode ver à direita de fato escuro na fotografia do lançamento em 1949 da 1ª pedra.

Avô_José_1PedraSt_Condestavel.jpeg

Morreu com um cancro três meses depois de eu nascer, tendo tido ainda tempo de comentar com a minha mãe a minha feiura à nascença dizendo-lhe por graça que eu “parecia um macaco”. Reconhecido pelo seu fino sentido de humor, não lhe guardo qualquer rancor, apenas muita admiração.

A nobreza definitivamente é um acidente de carácter.

Fontes: "A Heráldica da Casa de Abrantes", vol. 2 do Tomo 4, por Luís de Lancastre e Távora, Manuscrito das memórias de Luís de Lancastre e Távora (incompletas) e testemunhos orais.