Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

João Távora

15.Jul.22

Coisas estranhas

João Távora
Há poucas coisas mais difíceis hoje em dia na minha casa que ver em família uma série de televisão em streaming. Acontece que há sempre alguém à hora combinada que não pode estar presente na sala por causa de programas inadiáveis, sempre interessantíssimos, que justificam o resto da comunidade ficar solidariamente em suspenso à espera duma oportunidade consensual. Acontece que os episódios estarão lá indefinidamente ocultos, mas disponíveis, toda a gente sabe; por isso (...)
29.Jul.21

A minha enxada

João Távora
Enquanto o mundo inteiro andava entretido com prioridades inadiáveis e assuntos de suma-importância, na terça-feira passada quando enviava um orçamento a um cliente, o meu fiel computador portátil já com doze anos de trabalho em cima e algumas letras do teclado desvanecidas, entregava a motherboard ao criador. E eu a pensar que tinha uma vida difícil... privado da minha enxada, vi-me subitamente numa grande aflição - que foi como se me tivessem cortado os dois braços. Claro está (...)
17.Jul.21

Os bares, as discotecas e o puritanismo impante

João Távora
No início achava que demasiados artistas sobrevalorizavam a importância da dança e entretinha-me com boas canções e poemas desafiantes. Rapazes e raparigas que mal se conheciam a dançarem freneticamente melodias simples com ritmos fortes? Não percebia o interesse. Chegado à adolescência, rapidamente fui convertido a esses rituais rebeldes, tantas vezes mal aceites pelos adultos: de tarde ou de noite, e quantas vezes até de madrugada, dancei até próximo da loucura, em festas (...)
19.Ago.14

A insustentável consciência de Ser

João Távora
“É curioso, mas não posso ler um anúncio de qualquer medicamento sem concluir que sofro precisamente da doença em questão e logo na sua forma mais perigosa”. J.K. Jerome in Três Homens num Bote     O desconcertante suicídio dum comediante no pico das férias de Verão, época tão propensa a superficialidades, trouxe para as redes sociais o sedutor tema da (...)
16.Mai.14

O que é o amor, afinal?

João Távora
 Casamento - Foto Instagram minha   Sobre o Amor romântico sei dizer pouco: ao fim de quase 50 anos de leituras, os testemunhos dos poetas deixam-me sem palavras. Sobre o casamento acho que já sei alguma coisa. Que ninguém está tão pouco casado quanto um par de noivos à saída da Igreja - falta ainda tudo. Que é construção, é civilização, e por isso não é (...)
12.Mai.14

Da abenegação

João Távora
Há só uma coisa que perturba mais o sossego ao homem do que a desgraça do próximo: o sucesso do seu vizinho. É irónico (eu diria trágico, até) como quase sempre é mais difícil a empatia no confronto com a alegria do outro do que perante as suas tormentas e infortúnios. Enquanto as últimas colocam-nos numa situação de hegemonia, o seu contrário pode significar uma (...)
10.Mai.14

Alegoria

João Távora
Um produto como um detergente da louça pode dar-nos uma lição de vida: lançado com forte poder abrasivo e cheiro a limão só não economiza a espuma que extravasa. Depois, aparece em cores pastel, aromas exóticos, propriedades dermatológicas e... deixa de lavar pratos.  
18.Jan.14

Do amor

João Távora
À família cumpre-lhe testemunhar no amor a existência uns dos outros. Por quantas gerações sobrevirá a nossa memória?  
16.Jan.14

L'enfer sont les autres

João Távora
A maior parte das vezes zangamo-nos com o Mundo para não nos incompatibilizarmos connosco próprios. Talvez porque em matéria de resistência à mudança somos quase iguais.
15.Jan.14

Ingratidão

João Távora
Os miúdos pequenos só não nos contam tudo porque não se sabem expressar. Quando crescem e aprendem, se lhes for possível não nos contam nada.