Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

João Távora

06.Jul.09

Talvez assim o Estado se desse ao respeito...

João Távora
A propósito deste post do André Abrantes do Amaral, convém ressalvar que, apesar de actualmente me parecer exagerado o peso do Estado na promoção de uma nova ordem ética (refiro-me às questões fracturantes), quando eu defendo o liberalismo em Portugal como uma questão de patriotismo, refiro-me essencialmente à questão económica onde o seu peso é deveras asfixiante. Em vez de desperdiçar recursos (...)
23.Jun.09

Demagogia

João Távora
A maior prova da ingovernabilidade deste país não provém das ferozes reacções corporativas, ou das mais extremistas manifestações sindicais. O terrível sintoma verifica-se quando os nossos governantes se sentam sorridentes nas conferências de imprensa, lado a lado com os empresários, usurpando-lhes dividendos pela criação de postos de trabalho. Como se a criação de emprego tivesse origem (...)
21.Abr.09

O estado caloteiro

João Távora
Em Outubro de 2008, a minha mulher foi consultada por um instituto público, tendo em vista a tradução de diversos documentos. O serviço foi adjudicado, tendo como contrapartida o pagamento de cerca de mil e quinhentos euros. Tratando-se de uma micro-empresa de traduções técnicas, criada em 2007 para ultrapassar uma situação de desemprego - a qual, diga-se, tem obtido um relativo sucesso -, o valor em causa não é (...)
11.Mar.09

O sonho dum mercado em português

João Távora
Porque exerço funções de comunicação empresarial em projectos dirigidos ao mercado global, sei por experiência própria que no mundo dos negócios, escancarado pelas novas tecnologias, a mais penosa fronteira ainda é o idioma. Sei como é difícil efectuar uma acção de marketing na Noruega, na Suécia ou na Holanda; desde a criação dos prospectos, o site de Internet, à redacção duma (...)
09.Mar.09

O veto e o voto

João Távora
Nunca nos libertaremos do buzinão de 1994 que liquidou Cavaco: o incentivo ao tráfego do transporte individual pelas pontes Vasco da Gama e 25 de Abril através da taxa reduzida de IVA é causa que justifique o veto europeu de Teixeira dos Santos à redução desse imposto na restauração e construção habitacional?
06.Mar.09

A nossa crise global

João Távora
Nos últimos quinze anos vivemos doze sob governação socialista. A sinistra crise que nos caiu em cima em ano de eleições, apenas tem servido para escamotear as responsabilidades do governo na gestão da coisa pública. Afinal quem são os responsáveis pelos adiamentos das grandes reformas, a asfixiante carga fiscal, o “monstro” da despesa pública, o gigantesco deficit externo, a debilidade do nosso tecido industrial e económico, a inexistente regulação financeira (...)