Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

João Távora

30.Nov.15

A nova ordem

João Távora
Se os exames do primeiro ciclo provocam ansiedade e acentuam a discriminação das crianças desfavorecidas, o que dizer dos erros ortográficos? O meu filhote pequeno que o diga, as lágrimas vêem-lhe aos olhos sempre que lhe corrigimos um. A caligrafia, essa é uma causa perdida. Não será a escrita afinal um elemento opressivo da livre expressão e criatividade da (...)
08.Ago.14

Igualdade

João Távora
Parece-me óbvio que, como refere Roger Scruton em “As Vantagens do Pessimismo”, a igualdade como principal desígnio do ensino só será plenamente alcançada eliminando escrupulosamente qualquer intenção de instruir. Só quando estiver instituído um “objectivo zero” de saber, os alunos sairão finalmente todos iguais. Mas mesmo assim suspeito que um mínimo de discriminação (...)
16.Dez.09

O grande embuste

João Távora
O meu rapaz mais velho que está este ano no 12ª ano tem Psicologia como cadeira opcional, uma daquelas para servem encher balões e que não contam para os exames. A leccionar a cadeira saiu-lhe na rifa um personagem animadíssimo que se reclama Astrofilósofo (o quer que isso seja), assunto sobre o qual disserta nas aulas e escreve numa publicação popular.  Entre as várias afirmações bombásticas deste senhor que chegam  à mesa de jantar lá de casa, estão verdadeiras pérolas (...)
08.Jul.09

Educação: uma disciplina exacta

João Távora
 Ontem o dia foi de emoções fortes lá em casa pois saíram as notas dos exames da Margarida e do Francisco, respectivamente do 12ª e 11º ano: perante os desfechos verificados admito que somos uma família privilegiada, na qual, com mais ou menos atritos e resistências, sempre se vai incutindo a importância do esforço e da vontade como única garantia de sucesso... para as disciplinas exactas.  Uma coisa é certa: durante os últimos anos em que eles frequentaram o Ciclo e o (...)
21.Mai.09

Socialistas: em frente rumo ao abismo

João Távora
Enquanto o país, cada vez mais endividado e sufocado pela despesa pública, submerge nos efeitos da crise económica, o partido socialista exibe com a habitual sobranceria as suas prioridades políticas: a doutrinação sexual e a distribuição de preservativos aos adolescentes nas escolas. Com estes indicadores e as conhecidas promessas de mais folclore fracturante na próxima legislatura, ou muito me engano ou a proverbial "sabedoria popular" resultará numa decisiva viragem (...)
18.Mai.09

Sobre distribuição de preservativos nas escolas

João Távora
Com a cumplicidade entre sindicatos dos professores e os sucessivos governos da III república, o ensino público degradou-se a tal ponto que hoje pouco mais é do que um mito. A sua rede de escolas tornou-se num gigantesco depósito de jovens ociosos e um asilo de marginais, em que o saber e a formação do carácter são disciplinas acessórias. Neste contexto, entende-se perfeitamente o esmero de alguns, que (...)
13.Mai.09

A grande tara

João Távora
Para lá da alucinada discussão no parlamento (45 minutos!) sobre a denominação "sexo" ou "género", espero que tenha sido aprovada a proposta de alteração apresentada pelo PSD sobre a não da obrigatoriedade de frequência das aulas educação sexual mediante requerimento  do encarregado de educação. No Público.
14.Mar.09

A génese da nossa regeneração

João Távora
Todos conhecemos as infra-estruturas de ensino construídas nas grandes cidades ao tempo da monarquia liberal. Todos reconhecemos pela sua traça característica o múltiplo equipamento construído pelo Estado Novo, ainda hoje parcela decisiva na oferta nacional. O abarracamento pré-construído é o estilo que marca o pós 25 de Abril em matéria de construção escolar onde impera o pladur e a cobertura lusalite ou argibetão.  De facto no período democrático da república as (...)