Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

João Távora

23.Jun.09

Melomanias

João Távora
Neste caso não concordo com o Henrique Raposo: Ravel compôs algumas das maiores estuchas contemporâneas, concertos para matraca e porta de elevador e coisas do género, mas eu considero o Bolero uma bela e emocionante obra, que conseguiu sobreviver ao excesso de exposição das modas. A ouvir, com o espírito propenso e com uma boa aparelhagem, onde nos possamos deleitar com os instrumentos que de forma  tão (...)
03.Jun.09

Cor-de-rosa *

João Távora
Uma cor é uma cor, uma pessoa é uma pessoa... e as suas circunstâncias – tal como o cor-de-rosa. * Em resposta à Eugénia 
27.Mai.09

O adivinho espantado

João Távora
por Eugénia Gambôa no iAs opiniões mudam e é o espanto. Pela primeira vez desde 1995, segundo dados da Gallup, a maioria (51%) dos adultos norte-americanos identifica-se como pró-vida na questão do aborto. Uma viragem à "direita" dos americanos nas questões morais. Surpreendente? Não.(…) Ninguém é dono e senhor do progresso. Ninguém pode partir do pressuposto de que todas as mudanças são (...)
11.Mai.09

Uma verde (ade) inconveniente

João Távora
(...) Uma das coisas menos más quando o Porto é campeão é nós aqui em Lisboa nem os ouvirmos. Parece mesmo que nem houve título. (...) O certo é que, tirando a Avenida dos Aliados e os directos televisivos, ninguém ouve buzinadelas na maior parte do país. E isso é muito bom, acreditem. A outra coisa muito boa é termos a certeza que o Benfica não ganha nada. (...) Bernardo Pires de Lima no União de Facto -  já na (...)
28.Abr.09

República vs Monarquia

João Távora
 Quando a política quotidiana aborrece profundamente um monárquico, este tem sempre outros horizontes (literalmente) para onde se voltar: ora leiam esta excelente análise de Rui Albuquerque no Insurgente: Um dos aspectos mais evidentes do funcionamento das repúblicas de forte incidência parlamentar é a degenerescência das suas instituições políticas. A razão é (...)
22.Abr.09

Continente velho

João Távora
Um modelo em crise numa Europa em crise: em 1980 havia no espaço europeu mais 36 milhões de crianças do que reformados, hoje existem mais seis milhões de reformados do que crianças. (...) Pedro Correia no Delito de Opinião