Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

João Távora

22.Fev.19

O Gladiador

João Távora
Conto publicado pelo meu pai, Luís de Lancastre e Távora na revista Alvorecer, "Revista académica de cultura" do Porto em 1955 quando tinha 18 anos. Uma homenagem em sua memória no dia em que passam 26 anos sobre a sua morte.     Corria o ano 63 da nossa era. Uma multidão impaciente acorria aos grandes portões de mármore do circo de Calígula. O som das (...)
22.Fev.18

Homenagem ao meu Pai, D. Luís de Lancastre e Távora

João Távora
Aqui publico um testemunho pessoal sobre o meu Pai, D. Luiz Gonzaga de Lancastre e Távora, Marquês de Abrantes, partilhado por ocasião da sessão evocativa dos 25 anos sobre sua morte organizada pelo Instituto Português de Heráldica no dia 21 de Fevereiro de 2018. Esta sessão, que será em breve disponibilizada em video e numa separata da revista Armas e Troféus, contou com as substanciais intervenções do presidente honorário do IPH Dr. Pedro Sameiro que apresentou um (...)
28.Ago.15

Alvorecer

João Távora
O Vasco Rosa, meu "analógico" amigo de longa data (daqueles a quem temos o privilégio de apertar os ossos de vez em quando), hoje surpreendeu-me com um presente absolutamente extraordinário: dois contos inéditos escritos pelo me (...)
07.Mai.15

Coisas de família

João Távora
Ontem um amigo meu presenteou-me com esta pequena mas interessante brochura cheia de rererências familiares, publicada em 1945. Trata-se de uma colectânea de impressionantes relatos e notas pela pena do Rei Dom Miguel coligidos pelo seu indefectível partidário o 6º Marquês de Abrantes, D. José de Lancastre, a propósito do assassinato do Marquês de (...)
17.Abr.14

A outra casa de Abrantes ou uma história de resistência

João Távora
Com uma pose bem-humorada pouco comum numa fotografia de família do início do século XX (algures em 1908/9) aqui se apresentam, de cima para baixo, a minha tia avó Carlota, o meu avô José Maria de Lancastre e Távora e os meus tios avós, Pedro, Rita e Luísa.   Num recanto paradisíaco de Lisboa entre Campo de Ourique e a Lapa, em frente a um prazenteiro chafariz (...)
06.Abr.14

Os Abrantes

João Távora
Com uma pose bem-humorada pouco comum numa fotografia de família do início do século XX (algures em 1908/9) aqui se apresentam, de cima para baixo, a minha tia avó Carlota, o meu avô José Maria de Lancastre e Távora e os meus tios avós, Pedro, Rita e Luísa. Em breve voltarei ao assunto numa pequena crónica memorialista.