Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

João Távora

Tanta lata, para que te quero?

bode-840x577.jpg

Parece que a Nação encontrou finalmente em Joe Berardo um bode expiatório que personifica todo o descaramento e impunidade (a celebrada ética republicana) que o regime vem acalentando e que estamos condenados a pagar com juros por várias gerações. Talvez isso fosse realmente instrutivo se a indignação levasse a uma profunda revisão por quem de direito dos critérios de atribuição de comendas e demais lataria que outros impostores exibem ao peito. Bonito, bonito, era que a gente honrada na posse de tais nobilitações (que as há), num assomo de pudor e exigência estética as devolvessem à procedência, como parece que vai fazer o advogado José Miguel Júdice – ou não?

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.